Pesquisa Revela que 90% dos Moradores do RS Estão com Saúde Mental Abalada pelas Enchentes

Transtorno de estresse pós-traumático, ansiedade, depressão e esgotamento profissional são as condições mais comuns relatadas.

Essa é a conclusão preliminar de um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em parceria com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre, que ainda está em andamento.

Até o momento, os especialistas constataram que nove em cada dez moradores do estado estão enfrentando problemas psicológicos devido aos efeitos das chuvas ocorridas em maio.

Foram avaliadas até agora mil das duas mil e quinhentas respostas a questionários aplicados durante três semanas aos moradores do Rio Grande do Sul. Dos participantes, 91% relataram sofrer de ansiedade, 60% de burnout e metade está com depressão.

Os coordenadores do estudo observaram que mesmo pessoas que não tiveram suas casas diretamente afetadas pelas enchentes foram psicologicamente abaladas.

O objetivo da pesquisa é mapear os bairros das cidades atingidas que precisarão de políticas públicas voltadas para a saúde mental.